AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Dossiê pede que EUA suspendam importação de produtos ligados ao desmatamento

Grupo faz pressão para que no relacionamento com o Brasil seja prioridade a interrupção da importação de madeira, soja e carne que estejam ligadas ao desmatamento no país

Um dossiê assinado por mais de cem acadêmicos e ativistas de ONGs pede para que o governo Biden coloque como prioridade no relacionamento com o Brasil suspender a importação de madeira, soja e carne que estejam ligadas ao desmatamento no país. Os autores do documento dizem ter entregado o dossiê diretamente a Juan González, diretor sênior para o Hemisfério Ocidental no Conselho de Segurança Nacional, órgão ligado à Casa Branca.

O texto, antecipado pela BBC Brasil, pede para que a suspensão da importação seja feita “a não ser que possa ser determinado que essas importações não estejam ligadas ao desmatamento ou a abusos de direitos humanos”. Além da “prioridade número 1”, o relatório traz recomendações de políticas públicas para “proteger o povo do Brasil e o meio ambiente de mais prejuízos”.

O documento lista seis ações que o governo deve adotar: congelar negociações de comércio bilateral com o Brasil, retirar o atual apoio à entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), suspender o auxílio e cooperação militar enquanto não houver “revisão rigorosa nas forças de segurança”, denunciar casos de assassinato ou ameaça de defensores de direitos humanos e ambientais, avaliar a estratégia de investimento em infraestrutura no Brasil e investigar o crime organizado ligado a crimes ambientais no país.

Além de professores das universidades de Harvard, Brown, Columbia, Berkeley e Princeton, assinam também o documento representantes de Organizações Não Governamentais como Greenpeace e Amazon Watch. O dossiê é de iniciativa da U.S. Network for Democracy in Brazil, rede de ativistas no exterior que atua sobre temas relacionados ao Brasil há dois anos.

Ao menos um congressista americano, o deputado do partido Democrata Raúl Grijalva, teve acesso ao documento. O deputado foi o responsável por apresentar uma resolução sobre direitos humanos, democracia e meio ambiente no Brasil. O escritório do deputado confirmou à reportagem que revisou e analisou as recomendações enviadas ao governo Biden.

Veja mais no site Último Segundo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: