Rodoviários fazem parte dos grupos prioritários, mas ainda não receberam vacina

Depois de enviar ofício ao prefeito de Macapá, Antônio Furlan, ao governador Waldez Góes, e às secretarias de Saúde, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap) recebeu ofício da Subscretária de Vigilância em Saúde, Nayma da Silva Picanço, garantindo que os trabalhadores rodoviários fazem parte dos grupos prioritários estabelecidos no Plano Nacional de Imunização.

Ela ressalta que o calendário de vacinação depende da liberação dos imunizantes, disponibilizados pelo Ministério da Saúde e que atualmente, das três fases previstas para imunização dos grupos, o município ainda está nas fases 1 e 2.

Ainda em dezembro de 2020, governo federal incluiu os trabalhadores do transporte coletivo no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19, mas em muitas cidades eles ainda não foram alcançados.

Desde o início da pandemia, o transporte público foi o único serviço – além de saúde e segurança pública – que não interrompeu suas atividades. Em abril, a Prefeitura de Macapá realizou a distribuição dos kits de profilaxia contra a Covid em ônibus da capital, mas os trabalhadores aguardam uma posição sobre a vacina.

A inclusão dos rodoviários nos grupos prioritários se deu na nova versão do Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19, apresentada oficialmente pelo Ministério da Saúde no dia 16 de dezembro de 2020. Naquela ocasião, o Ministério alterou também a previsão de utilização da vacina, ao garantir que nas três primeiras etapas do plano 49,6 milhões de pessoas seriam vacinadas.

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: