Cartografia Sentimental Tucuju

Cartografia Sentimental Tucuju é uma obra audiovisual dirigida por Cleber Braga e realizada em parceria com o coletivo Tenebroso Crew no ano de 2021, na capital do Amapá. Com estreia prevista para 06 de novembro deste ano, o trabalho, que conta com trilha sonora original de Paulinho Bastos, propõe uma reflexão sobre Macapá desde a conexão estabelecida entre o lugar e as diferentes histórias de vida de diversos artistas e agentes culturais presentes no filme.

Assim, como em um jogo, cada uma dessas pessoas foi convidada a propor uma ação de curta duração com base na relação entre material biográfico e este território amazônico singular, “tucuju”, como são chamadas as pessoas nascidas na região. O resultado é um conjunto polifônico de performances, cenas, números musicais e etc, sem uma linguagem artística definida – o que dificulta inclusive sua classificação enquanto gênero cinematográfico.

Neste sentido, a obra se aproxima da ideia de cabaré, espetacularidade fronteiriça caracterizada pela disposição em números de variedades e que, como a arte da performance, é historicamente insubordinada à disciplinaridade, pois os artistas se valem de “quaisquer disciplinas e quaisquer meios como material” (GOLDBERG, 2006, p.19) tendo, por objetivo final, o apagamento entre a fronteira arte/vida.

Já a noção de “cartografia sentimental” evocada, em referência direta ao pensamento de Suely Rolnik(1989), traduz a natureza deste mapeamento afetivo desde os encontros e acontecimentos que atravessaram Braga quando de sua chegada ao Estado, em 2016. Mapa afetivo que se desprende do compromisso em retratar uma realidade específica, projetando-se mais como um mergulho na geografia dos afetos, abrindo espaço para a expressão das intensidades e dos desejos.

Em Cartografia Sentimental Tucuju é a vida que é compartilhada na obra, os modos, jeitos, os sabores do lugar. Essa vida, reinterpretada por cada artista, por cada corpo – feminino, negro, indígena, não-binário, etc -, ao ser captada pelas câmeras, torna-se produção de memória, registro e potencial contágio afetivo-reflexivo, lembrando-nos de que o Brasil é sempre mais do que aquilo que supomos.

Este projeto foi realizado com fundos da Lei Aldir Blanc (SECULT/AP) e em parceria com o Programa de Cultura da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP).

Referências:

GOLDBERG, Rose Lee. A arte da performance: do futurismo ao presente. Tradução de Jefferson Luiz Camargo. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

ROLNIK, Suely. Cartografia sentimental: transformações contemporâneas do desejo. São Paulo: Estação Liberdade, 1989.

SERVIÇO:

O trabalho será disponibilizado gratuitamente por meio de plataformas digitais, tais quais Youtube e Vimeo, a partir 06 de novembro de 2021.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=T32j-wKxDIA

INSTAGRAM: @cartografiasentimentaltucuju

Facebook: https://www.facebook.com/cartografiasentimentaltucuju

Site: https://www.sites.google.com/view/cartografiasentimentaltucuju

Maiores informação pelo email: [email protected]

Whatsapp: 73 99182 2889

FICHA TÉCNICA:

Concepção e direção artística: Cleber Braga

Captação e direção audiovisual: Tenebroso Crew

Trilha sonora original: Paulinho Bastos

Produção Executiva: Paulo Rocha

Administração: OCA Produções

Elenco:

Cleber Braga;  Albert Cordeiro; Cristiana Nogueira; Lylian Rodrigues; Piedade Videira; Ana Caroline; Jéssica Thaís; Laura Silva ( Laura do Marabaixo); Maniva Venenosa: Igor Vasconcelos Pantoja, Priscila Danielle França Costa de Araújo,Rodrigo Góes Pereira e Miqueas Alves Pinto; Maria Trindade Gomes; Jones Barsou; Pretogonista; Mc Deeh; Luiz Henrique Oliveira ( Luizinho D’OSUN); Jorge Alberto (Pai Poca Ty Ayra); Luiz Iago(Pai Iago Ty iroco)

Rafael  Saldanha ( rafa Ty Yemonja); Nau Vegar; Carla Antunes; Karina Mateus; Loran da Silva Ferreira; Oneide Bastos e Paulo Bastos

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: