Cemitério improvisa covas para receber vítimas da chuva em Petrópolis

O Cemitério Municipal de Petrópolis montou um mutirão para receber os corpos dos mais de 100 mortos em consequência das chuvas na cidade. 

Novas covas estão sendo abertas às pressas em uma área íngreme na parte alta do cemitério.

Segundo um funcionário, nesta quinta-feira (17) foram abertas 24 covas no terreno. O movimento se intensificou na tarde desta quinta-feira (17), com um sepultamento atrás do outro.

Os caixões estão sendo levados nos ombros pelos próprios familiares e amigos das vítimas, porque o local onde ficam as novas sepulturas é de difícil acesso. 

Vitória Ramos Alves enterrou a mãe, Zilmar Ramos, que morreu dentro do ônibus que foi tragado pela força das águas.

Outra vítima do desabamento causado pelas fortes chuvas sepultada nesta quinta-feira foi Débora Linstenberg, 22 anos. O cunhado Gerson da Silva Souza contou que ela morreu ao lado dos dois filhos pequenos, Gustavo, 5 anos, e Heloise, 2 anos e meio. Os três foram sepultados juntos. 

No fim da tarde desta quinta-feira (17), Petrópolis voltou a registrar chuva forte. A Defesa Civil do município emitiu alerta de mobilização para retirada de moradores das áreas de risco. 

A previsão é que a cidade enfrente novos episódios de chuvas com intensidade moderada a forte nos próximos dias.

*Com informações de Vladimir Platonow, da Agência Brasil.

Edição: Roberto Marques Piza / Guilherme Strozi

EBC

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: