China registra primeiro declínio populacional em 60 anos

Resultado marca o aprofundamento da crise demográfica do país, com implicações significativas para a desaceleração da economia

A população da China diminui em 2022 pela primeira vez em mais de 60 anos, um novo marco no aprofundamento da crise demográfica do país, com implicações significativas para a desaceleração da economia.

A população foi para 1,411 bilhão, uma queda de cerca de 850.000 pessoas em relação ao ano anterior, anunciou o Escritório Nacional de Estatísticas da China (NBS) durante um briefing nesta terça-feira (17) sobre dados anuais.

Analistas disseram que o declínio foi o primeiro desde 1961, durante a grande fome desencadeada pelo Grande Salto Adiante do ex-líder Mao Tsé-Tung.

“A população provavelmente diminuirá daqui nos próximos anos. Isso é muito importante, com implicações para o crescimento potencial e a demanda doméstica”, disse Zhiwei Zhang, presidente e economista-chefe da Pinpoint Asset Management.

Leia Mais no site da CNN Brasil

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: