AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Prefeito de Macapá lamenta morte de Dona Castorina

É com sentimento de pesar que o prefeito de Macapá, Clécio Luís, lamenta o falecimento de Maria Castorina Ardasse da Silva, a dona Castorina, ocorrido na noite de terça-feira, 3, no Hospital de Emergências da capital. Nascida no distrito de Santo Antônio da Pedreira e filha de agricultores, dona Castorina chegou aos 86 anos com uma vida inteira dedicada à cura de pessoas através de rezas, sendo reconhecida na região Amazônica e fora do país por seus serviços prestados e ensinamentos como benzedeira.

Praticava vidências, “puxava”, fabricava banhos e remédios caseiros capazes de curar centenas de pacientes que a procuravam em sua residência no bairro Jesus de Nazaré. Cura baseada apenas na força das orações e na fé em Deus, fortalecida pela devoção no Pai Eterno, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e São Francisco.

Por exercer a chamada medicina alternativa, dona Castorina, ainda em vida, recebeu homenagens da Câmara de Vereadores de Macapá e Associação Comercial e Industrial do Amapá (Acia), além de conceder inúmeras entrevistas para falar de sua atividade e receber profissionais médicos que a procuravam para compartilhar o saber da medicina popular.

Maria Castorina Ardasse da Silva deixou sete filhos, oito netos e dois bisnetos. Seu corpo foi sepultado na comunidade de Santo Antônio da Pedreira, onde também recebeu homenagens durante sua despedida. Que o glorioso Pai a quem dedicou suas orações e entregou a cura de tantos amapaenses a receba e conforte o coração de seus familiares e amigos.

Asscom PMM
Foto: Max Renê

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: