AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Amapá recebe auxílio da Rede Brasileira de Pesquisas Neonatais para combater a mortalidade infantil

A Rede Brasileira de Pesquisas Neonatais irá ajudar o Estado na redução da mortalidade

O secretário de Estado da Saúde, Pedro Leite, reuniu-se com a equipe da Rede Brasileira de Pesquisas Neonatais com o objetivo de encontrar solução para reduzir a mortalidade infantil no Amapá. O encontro ocorreu no final da tarde de quinta-feira, 12.

A ausência de medicamentos, equipamentos e prática de alguns procedimentos básicos, como a higiene pessoal dos médicos, estão entre os dez pontos críticos na saúde do Estado, abordados na reunião. Essas falhas foram identificadas nas vistorias que a equipe da rede fez nos hospitais de Santana (HES), da Mulher (HMML), São Camilo (parceiro da rede estadual) e a nova Maternidade de Risco Habitual – que será inaugurada em breve na Zona Norte de Macapá.

O secretário aguarda o relatório final do grupo para buscar a solução das fragilidades da saúde no Estado. "Esse momento é de identificar os erros deixados pela gestão anterior e pontuar soluções", informou Pedro Leite. Ele se refere que em 2012 tiveram 304 óbitos de menores de um ano de idade e 309 em 2013, na mesma faixa etária.

Pesquisas Neonatais

A Rede Brasileira de Pesquisas Neonatais colabora, através de parceria com o Ministério da Saúde, com as necessidades de cada Estado, visando combater a mortalidade infantil no Brasil. Em 2013, a organização visitou 44 cidades e, a partir do levantamento, foram escolhidos oito Estados, entre eles o Amapá, para receber ajuda contra os altos índices de mortalidade.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: