Alto Solimões: seca prejudica o tráfego de embarcações

Em comparação com dados do ano passado, o nível do rio ainda está acima da média, como fala o representante da ANA em Tabatinga

O nível do rio atingiu nesta quarta-feira (24), a marca de 3 metros e 44 centímetros. A informação é da Agência Nacional de Águas em Tabatinga (ANA).

Em comparação com dados do ano passado, o nível do rio ainda está acima da média, como fala o representante da ANA, em Tabatinga, Jaime Silva. “Em dois dias secou 14 centímetros, e a previsão é continuar baixando, mas continua acima da média do ano passado, então a previsão é que não seque muito nessa região, porque em setembro já vamos ter novamente outro repiquete”, comenta.

Com a seca do Rio Solimões, os mais prejudicados estão sendo as embarcações, informou o representante.

As embarcações mais prejudicadas são as que trazem mercadorias de Manaus para abastecer estabelecimentos comerciais na cidade. Outra situação é a falta de combustível para a usina de energia que por causa da seca do rio, tem demorado mais dias para chegar até os municípios, causando prejuízos aos moradores, devido as paralisações no fornecimento.

Segundo Jaime, o trecho Tonantins a Tabatinga, está sendo o mais seco da região.

EBC

Deixe uma resposta