AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Lei que institui enfrentamento ao suicídio no estado é sancionada

Álefe Souza

Foi divulgado no Diário Oficial do Estado do dia 1º de novembro, a Lei nº 3.300/2017, que institui o Plano Permanente de Valorização da Vida, no âmbito do estado.

De acordo com o documento, o plano tem por objetivo principal promover a vida e identificar possíveis sintomas; tratar o transtorno mental e/ou psicológico que pode incluir depressão, transtorno bipolar, esquizofrenia, alcoolismo e abuso de drogas; e prover o acompanhamento de indivíduos que apresentem o perfil, minimizando a evolução dos quadros que podem chegar ao suicídio.

Caberá à Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), em parceria com as demais secretarias municipais de Saúde, instituições acadêmicas, organizações da sociedade civil e organismos governamentais e não governamentais, promover palestras direcionadas aos profissionais de saúde, campanhas de conscientização, disponibilizar canais de atendimento e direcionar atividades para o público alvo do programa.
Para o secretário de Atenção à Saúde da Sesacre, Raicri Barros, a lei é resultado de diálogos em prol da organização dos serviços, definição do fluxo e melhoria do cuidado.

“Precisamos discutir e enfrentar o problema de saúde pública. Estamos engajados nesse projeto para alcançar os objetivos propostos e oferecer melhor qualidade de vida à população, para que ela saiba onde procurar ajuda em casos de depressão ou tentativa de suicídio”, afirmou.
O Plano Permanente de Valorização da Vida foi idealizado como política da Rede de Atenção Psicossocial, ante o crescente número de casos de tentativas de suicídio no Acre nos últimos meses.

Agencia Acre de Noticias

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: