AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Deficiente visual denuncia que foi mantida em cárcere privado em Macapá

Denuncia chegou a nossa redação via WhatsApp 96 99118-6505

“Hoje sábado dia 18/11/2017 às 16h50 aproximadamente mantida em cárcere privado dentro do ônibus da linha infraero/marabaixo número 091338

Eu Margarete Rodrigues de Lima baixa visão deficiente visual vice presidente da Associação de Cegos e Ambliopes do Amapá – ACAAP, peguei o ônibus na praça da Bandeira na avenida FAB porque tinha pouco ônibus, olhei que o coletivo estava cheio e então fiquei na frente. Pois na reunião do dia 31/10/2017 entre CTMAC, CMMAU l e ACAAP e SETAP ficou acordado que a pessoa com deficiência não é obrigada a passar na catraca porque os ônibus não oferecem SEGURANÇA e tão pouco ACESSIBILIDADE. Quando fui descer na rua Tiradentes o motorista me disse “se não passar na catraca eu não vou abrir a porta” e não abriu. O ônibus deu a volta e eu liguei para o CIODES 190 e pedi socorro e foi aí que uma pessoa desceu pela frente e não aparentava ter algo que identificasse se tinha deficiência ou era idosa. Eu disse ” vou sair agora e se quiser me achatar na catraca me achate porque vamos nós dois para a delegacia e então sai e atendente me orientou a procurar a delegacia mais próxima. Como eu consegui descer na rua São José eu disse atendente que a delegacia mais era a delegacia das mulheres e eu fui e fiz o boletim de ocorrência que é esse da imagem.
O eu não tenho problemas em passar pela catraca. A questão é a forma constrangedora que o motorista me mandou passar, eu não passei.
E aí eu pergunto: até quando nós pessoas com deficiência vamos sofre esses maus tratos e constrangimentos?
E agora tem o sequestro. Sim porque proibir uma pessoa com deficiência de usar um direito constitucional e que está garantido na Lei Brasileira de Inclusão de ir e vir e crime, descriminação é sequestro, cárcere e privado
Tudo porque o prefeito não regulamenta uma lei que ele mesmo criou quando era vereador.
#QueroJustiça
#QueroLeiSendoCumprida
#CadeinaNrle”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: