Campanha no Tocantins combate crimes ambientais envolvendo macacos

Educa

O Naturatins, Instituto de Natureza do Tocantins, lançou esta semana uma campanha de combate aos crimes ambientais envolvendo macacos. Nos últimos sete dias, foram encontrados dois macacos mortos no Parque Cesamar, em Palmas. Ainda não se sabe a causa da morte dos primatas. O material recolhido na necrópsia será analisado pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará.

O presidente do Naturatins, Hebert Brito, lembra que os macacos ajudam no monitoramento e nas ações de combate à febre amarela. A doença é transmitida por mosquitos, entre eles o Aedes aegypti. Os macacos não transmitem febre amarela.

Tocantins é um estado que já possui circulação viral da febre amarela e, por isso, a vacinação é obrigatória a partir dos nove meses de idade. O secretário-executivo da Secretaria de Saúde de Palmas, Whisllay Maciel Bastos, conta que, após a morte dos dois macacos, o número de pessoas em busca de vacina contra a febre amarela dobrou na cidade.

A maior parte das pessoas vai aos postos de saúde porque perdeu o comprovante de vacinação. Apenas uma dose ao longo da vida é suficiente para imunização.

Ainda não existe previsão para a divulgação da causa da morte dos dois macacos em Palmas. Mas a campanha contra os crimes ambientais continuará e denúncias de ataques aos animais silvestrespodem ser feitas pelo telefone 0800 631155.

Outros destaques do Repórter Nacional – Amazônia:

– A Defesa Civil do Amazonas fez nesta quarta-feira a primeira reunião do comitê técnico de monitoramento da cheia 2018

– Prefeitura de Manaus realiza atividade de sensibilização para marcar o dia mundial da educação ambiental

Escute o programa na íntegra:

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: