Com envio reduzido de vacinas, Município de Macapá prioriza aplicação de 1ª dose

Educa

O Município de Macapá está com estoque reduzido das vacinas pentavalente, meningocócica C, BCG, pneumocócica valente, vero contra a raiva humana e soros antitetânicos. De acordo com a Coordenação Municipal de Imunização, o problema ocorre nos repasses do Ministério da Saúde (MS) para todo o país.

A maioria das vacinas que está em situação de desabastecimento é as que fazem parte do calendário infantil de imunização. Por isso, enquanto a situação não é normalizada, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) priorizará a aplicação de primeiras doses. “A recomendação do Ministério da Saúde é para que reforcemos o cumprimento dos protocolos de prescrição de cada vacina e o uso racional dos soros antitetânicos. A exemplo da vacina pentavalente, a prioridade é para as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina”, explica a coordenadora de Imunização de Macapá, Jorsette Cantuária.

Na nota informativa nº 134, emitida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), a falta de vacinas, como a BCG, se dá pela necessidade de realização de ensaios farmacopeicos. Ainda de acordo com a nota, a previsão é que em fevereiro a distribuição dos imunobiológicos seja regularizada.

Jamile Moreira

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.