Educa

Kim Jong-un e Kim Jong-il usavam passaporte brasileiro para viagens ao ocidente

De acordo com fontes anônimas, os documentos do líder norte-coreano e de seu pai tinham como objetivo conseguir vistos de outros países; entenda

O líder norte coreano Kim Jong-un e seu pai, Kim Jong-il, teriam utilizado passaportes brasileiros na década de 1990, segundo informações divulgadas nesta terça-feira (22). De acordo com a agência de notícias Reuters , o objetivo da dupla era conseguir vistos de outros países ocidentais com o documento falso.

Expedidos pela Embaixada do Brasil em Praga, capital da República Tcheca, os passaportes foram assinados pelo conselheiro consular Antonio José Maria de Souza e Silva, que hoje é responsável pela embaixada de Myanmar, e contavam com o nome fictício de “Josef Pwag” para King Jon-un e de “Ijong Tchoi” para o seu pai, que faleceu em 2011. De acordo com os documentos falsos, os dois teriam nascido em São Paulo nos anos de 1983 e 1940.

“Eles usaram esses passaportes brasileiros […] para tentar obter vistos de embaixadas estrangeiras”, explicou uma fonte anônima à agência. O mesmo informamente supôs que a existência dos documentos revela “o desejo da família por viagens”, porém, também mostra uma possível tentativa de construção de uma rota de fuga.

Veja mais no site Último Segundo – iG

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: