Nova Zelândia testa robô coreano que facilita tratamento de doença pulmonar

Pessoas que sofrem de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), problema respiratório associado à exposição ao tabagismo e a gases tóxicos, podem ganhar uma mãozinha da tecnologia para completar o tratamento com sucesso: o iRobi, um robô coreano recentemente testado por pesquisadores neozelandeses em estudo publicado no Journal of Medical Internet Research.

O iRobi funciona como um assistente. Além de monitorar e enviar parâmetros básicos da saúde do paciente para os pesquisadores, ele permite pedir ajuda e, mais importante, lembra quando é hora de tomar os remédios e fazer as inalações e os exercícios do tratamento, que depende, entre outros fatores, da disciplina com que as pessoas seguem as recomendações médicas.

Apesar de ter cura, a DPOC está entre as complicações de saúde que mais matam em todo o mundo. Segundo o estudo dos neozelandeses, a taxa de pessoas com a doença pulmonar que seguem as orientações dos médicos com rigor é de apenas 50%, o que é alarmante. A inclusão do iRobi ao longo de 4 meses na rotina de um grupo de 25 pessoas, porém, permitiu confirmar que a tecnologia é capaz de exercer grande poder de influência sobre o tratamento, reduzindo as hospitalizações.

Veja mais no TecMundo

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.