6 dicas para evitar compartilhar seus dados pessoais com o Facebook

Limite aplicativos, permissões e desative algumas configurações para o Facebook saber menos sobre você

Essa grande controvérsia dos 50 milhões de perfis do Facebook manipulados pela Cambridge Analytica trouxe à tona, mais uma vez, como o Facebook — e terceiros — armazenam diversas informações que muitas vezes nem sabemos que compartilhamos.

Nós já mostramos que o Facebook guarda muitos dados sobre você, como quem você já excluiu da sua lista de amigos ou suas informações de reconhecimento facial — e isso é só o que dá para ser baixado. Como, então, evitar ao máximo compartilhar dados pessoais com a rede social?

1. Revise os aplicativos com acesso à sua conta
Assim como mostramos nas dias de segurança para proteger o seu Facebook, os apps que têm acesso à sua conta podem acessar informações do seu perfil, lista de amigos, endereço de e-mail e, em alguns casos, suas fotos, curtidas e diversos outros dados.

Foi por meio de um aplicativo de terceiros, aparentemente inofensivo, que a Cambridge Analytica coletou diversas informações dos usuários e conseguiu fazer uma análise bem precisa de milhões de pessoas — a diferença é que, na época, a empresa conseguiu ainda coletar informações dos contatos de centenas de milhares de pessoas.

De qualquer forma, ainda é muito importante que você entre com o Facebook ou dê permissão para um aplicativo que você realmente confia e precisa usar — depois, claro, de ler a política de privacidade do app. Nunca se sabe para onde os seus dados estão indo até você de fato ir atrás dessa informação.

Você pode entrar nesta página para ver quais apps têm permissão de acessar a sua conta e, ao clicar em cada aplicativo, ver quais dados eles têm acesso. Para remover o app, basta clicar em Remover aplicativo no canto inferior esquerdo ou clicar no X que aparece do lado do app.

2. Outros ajustes na seção de aplicativos

Além disso, na mesma página de configurações de aplicativos, é recomendável clicar em Editar na seção Aplicativos que outras pessoas usam e desmarcar todas as caixas para não permitir que apps que seus amigos usam tenham acesso aos seus dados do Facebook. Dessa forma, mesmo se um amigo seu não for tão cuidadoso com os dados pessoais, você não será afetado.

Opcionalmente, você também pode desativar a opção de “Entrar com o Facebook” em aplicativos e sites na seção Aplicativos, sites e plug-ins. Com essa opção ativada, segundo o próprio Facebook, a rede social “recebe informações sobre seu uso de aplicativos e sites de terceiros para fornecer experiências melhores e mais personalizadas”. Para não compartilhar mais essas informações, é só clicar em Editar e depois em Desativar plataforma para dar um passo à mais na segurança dos seus dados.

3. Revise suas configurações
Ainda nas suas configurações, recomendo ir para a seção de Anúncios e limitar ao máximo a exposição dos seus dados a anunciantes. Veja o que desativar:

  • Em Suas informações, desmarque todas as opções que estão na aba Sobre você;
  • Na aba Suas categorias, ainda na aba Suas informações, exclua todas as categorias nas quais o Facebook te encaixou. A inteligência da rede social chega a ser bizarra: uma das minhas categorias era “pessoas com probabilidade de adotar novas tecnologias antes do que outras”;
  • Em Configurações de anúncios, desative as opções de “Anúncios baseados no seu uso de sites ou aplicativos” e “Anúncios em aplicativos e sites de empresas que não sejam do Facebook”.
  • Outra boa ideia é desativar o reconhecimento facial na rede social para prevenir que o Facebook continue aprimorando o modelo matemático do seu rosto.

Veja mais no Tecnoblog

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.