Educa

Sua segurança! Conheça a tecnologia que protege suas conversas no WhatsApp

Diferente do Telegram, a criptografia do WhatsApp funciona para todos os usuários de forma automática

A questão da privacidade do usuário em aplicativos de troca de mensagens se tornou o assunto do momento depois que conversas entre o Ministro da Justiça Sérgio Moro e procurador do Ministério Público Federal Deltan Dallagnol no Telegram vazaram recentemente. Esse app, assim como o WhatsApp, usa criptografia de ponta a ponta como meio de segurança.

A diferença da privacidade oferecida pelo Telegram e Whatsapp está ligada, na realidade, pela forma que essa criptografia de ponta a ponta é oferecida. No caso do aplicativo usado por Moro e Dallagnol, existe uma opção, chamada Chat Secreto, que codifica as mensagens enviadas.

Assim, quando alguém envia um texto, foto ou vídeo dentro dessa conversa secreta, o sistema “embaralha” as palavras a ponto que só o remetente e destinatário possam ler o conteúdo. A ideia do “ponta a ponta” é exatamente essa questão da proteção estar disponível para cada um dos usuários envolvidos — ou seja, em cada “ponta” da conversa.

Essa alternativa de segurança funciona basicamente da mesma forma no WhatsApp e está disponível para todos os contatos da sua lista. Assim, a criptografia funciona através de uma “chave privada” e é protegida por um código de segurança individual. Isso impede que hackers acessem a informação e até mesmo que o sistema do aplicativo leia o que foi enviado.

Veja mais no site O Dia

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: