Mercado de trabalho gera 56.151 empregos formais em março

Segundo dados do Caged, o Rio registrou saldo positivo com 247 postos

BRASÍLIA/RIO – O país criou 56.151 empregos com carteira assinada em março. Foi o terceiro mês consecutivo com saldo positivo de geração de postos de trabalho, mas houve uma desaceleração no ritmo das contratações em relação a janeiro e fevereiro. Ainda assim, no primeiro trimestre de 2018, o resultado do mercado formal de trabalho é positivo em 195.161 contratações (sem ajuste) – o que mostra uma reversão na comparação com os três primeiros meses de 2017, quando foram fechadas 68.866 vagas.

O Rio, depois de uma longa sequência de resultados ruins, registrou em março saldo positivo de 247 postos. O dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira.

Para Fernando de Holanda Barbosa Filho, pesquisador da área de Economia Aplicada do FGV IBRE, o número de vagas criadas em março veio acima do esperado.

— Em relação a nossa projeção, o resultado do Caged veio um pouco acima da média. Esperávamos algo em torno de 41 mil postos. Esse número, mesmo com ajuste sazonal, é positivo. O mês de janeiro foi razoável, fevereiro um pouco ruim, mas março trouxe bons resultados. A nossa previsão é que 2018 feche o ano com a criação de 500 mil vagas formais — explicou o pesquisador.

Já na avaliação da economista Maria Andréia Parente Lameiras, técnica de planejamento e pesquisa da Diretoria de Estudos e Políticas Macroeconômicas do Ipea, o número de março do Caged veio ao encontro do que se imaginava.

Veja mais em O Globo

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: