Após 3 revisões para cima, FMI piora projeção para PIB do Brasil em 2018

Fundo Monetário Internacional prevê que o país crescerá 1,8% este ano, 0,5 pontos abaixo da última estimativa em abril, citando efeitos persistentes da greve e incertezas políticas.

Taís Laporta

Fundo Monetário Internacional (FMI) piorou sua previsão de crescimento para a economia do brasileira em 2018, interrompendo uma sequência de três revisões positivas (veja abaixo). De acordo com relatório divulgado nesta segunda-feira (16), o PIB do país deverá avançar 1,8% neste ano.

O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia.

A nova projeção está 0,5 pontos percentuais abaixo da última estimativa feita em abril, quando o FMI estimou que o Brasil cresceria 2,3%. Como motivos, o fundo cita em seu relatório incertezas políticas e efeitos persistentes de greves.

A paralisação dos caminhoneiros no fim de maio durou 11 dias e causou uma crise de desabastecimento em todo o país, afetando fortemente a economia brasileira. O FMI também cita que o real desvalorizou mais de 10% frente ao dólar e a recuperação da economia vem sendo mais fraco que o esperado.

Para 2019, contudo, o Fundo manteve a estimativa de crescimento para o Brasil em 2,5%, também feita em abril.

Além do Brasil o órgão também revisou para baixo os PIBs da Argentina e Índia. Quanto à economia mundial, foi mantida a projeção de crescimento de 3,9% para 2018.

Saiba mais no G1

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: