Incêndios na Grécia deixam 60 mortos e mais de 100 feridos

Educa

Mulheres foram encontradas carbonizadas com os filhos, diz TV

Ao menos 60 pessoas morreram em uma série de incêndios florestais que consomem o leste de Atenas, na Grécia, nas últimas horas. O balanço foi divulgado nesta terça-feira (24) pelo prefeito de Rafina, Evangelos Bournous, e reúne todas as mortes registradas desde o início os incêndios, nesta segunda (23). Os feridos passam de 100, sendo que pelo menos 69 pessoas foram hospitalizadas, algumas das quais em situação grave, relataram fontes do governo.

“Eu vi cadáveres, carros queimados. Me sinto sortuda por estar viva. Mati não existe mais”, contou uma mulher sobrevivente do incêndio, referindo-se à cidade turística costeira da região de Rafina, a cerca de 40km de Atenas.

De acordo com a emissora grega Skai, as imagens de Mati “relembram o cenário macabro” da erupção do vulcão Vesúvio em Pompeia, na Itália, pois foram encontrados corpos carbonizados de duas mulheres que morreram abraçadas com seus filhos. A Grécia decretou estado de emergência e solicitou ajuda internacional para o leste e nordeste de Atenas, onde dezenas de casas foram destruídas pelas chamas e milhares de cidadãos e turistas buscam refúgio nas praias e em embarcações.

Veja mais no Terra

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.