Argentina é sacudida por novo escândalo de corrupção

A Argentina foi sacudida nesta quarta-feira por um novo escândalo de corrupção, com a justiça decretando a prisão de uma dúzia de ex-funcionários do governo de Cristina Kirchner e de empresários, entre eles um ligado ao presidente Maurício Macri.

Entre os detidos estão Roberto Baratta, ex-secretário de coordenação do ex-ministro do Planejamento Federal, Julio De Vido, preso por suposta corrupção, os empresários Gerardo Ferreyra, da Electroingeniería, Javier Sánchez Caballero, da construtora Iecsa, e Rafael Llorens, ex-secretário legal do Planejamento Federal.

A Iecsa pertence a Ángelo Calcaterra, primo do presidente Mauricio Macri.

Segundo a promotoria, o esquema de corrupção movimentou “cerca de 160 milhões de dólares em dinheiro” provenientes de subornos pagos por empresários em troca de obras públicas.

A ex-presidenta argentina Cristina Kirchner foi citada a depor – no dia 13 de agosto – como parte do mesmo processo.

A atual senadora deverá ser ouvida pelo juiz federal Claudio Bonadio, segundo fontes judiciais.

Saiba mais no site istoE

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: