Educa

Ataque a embaixada apimenta crise entre Turquia e EUA

No domingo, os EUA rejeitaram oferta turca sobre pastor; na manhã desta segunda tiros foram disparados contra a embaixada americana em Ancara

A Turquia continuará como grande temor dos investidores? Esta é a grande pergunta na abertura dos mercados nesta segunda-feira. Depois de sacudir os mercados globais na semana passada com o acirramento de uma guerra comercial com os Estados Unidos, o país deveria ter uma semana menos intensa, com um feriado semanal que deve manter em banho maria atividades como mercado financeiro e serviços públicos. Mas na manhã desta segunda-feira (horário local, 23h de domingo em Brasília) uma série de tiros foram disparados contra a embaixada americana em Ancara.

O ataque não deixou feridos, segundo a agência Reuters, já que a embaixada deveria ficar vazia ao longo de toda a semana em virtude do feriado Eid al-Adha, ou Festa do Sacrifício. As autoridades buscam por um carro branco que teria promovido os ataques. O episódio deve manter acirrados os ânimos entre turcos e americanos.

No domingo, o governo dos Estados Unidos rejeitou uma oferta turca de condicionar a liberação de um pastor americano detido na Turquia com o perdão de bilhões de dólares em multas por supostas violações a sanções contra o Irã. A prisão de Andrew Brunson deu início à pior crise entre os dois países em décadas, reacendeu uma disputa comercial e levou a lira turca às menores cotações em meses, levando temor para investidores de todos os mercados emergentes, como o Brasil. O governo turco acusa Brunson de ter participado do golpe que tentou derrubar o presidente Recep Erdogan em 2016. Donald Trump afirma que a alegação é “ridícula”.

Saiba mais no site da revista Exame

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: