Educa

Operação investiga esquema criminoso em distrito de saúde indígena em Mato Grosso

Um esquema criminoso no Distrito Sanitário de Saúde Indígena Xavante, em Barra do Garças, em Mato Grosso, foi desarticulado pelo Ministério Público Federal e a Polícia Federal nesta quarta-feira (6). É a operação Black Mail. 


O esquema funcionava assim: o grupo exigia pagamento dos prestadores de serviços de saúde para que continuassem trabalhando na saúde indígena. Quem não pagava era ameaçado de perder o cargo.


As investigações começaram em outubro do ano passado a partir da denúncia de uma vítima. Ela chegou a receber mensagens exigindo o pagamento de R$ 2 mil. O número da conta para depósito, inclusive, foi enviado a ela por meio de whatsapp. 


Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Pontal do Araguaia e Barra do Garças.  

Os acusados poderão responder por crimes como associação criminosa, peculato, extorsão e violação da Lei de Improbidade Administrativa. 

EBC

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: