Baiuca

Secretaria de Saúde de Manaus investiga casos de tuberculose em indígenas da Venezuela

Profissionais da secretaria de Saúde de Manaus realizaram, nesta semana, ações de prevenção com investigação de possíveis casos de tuberculose em indígenas venezuelanos. Dois abrigos da capital amazonense receberam as visitas das equipes.

Nessa semana, no espaço de acolhimento localizado no centro da capital, 17 pessoas que apresentaram sintomas da doença fizeram o teste de escarro para detecção da tuberculose. Os resultados devem sair nesta sexta-feira.

Indígenas do abrigo Alfredo Nascimento também realizaram testes. O local atende 437 pessoas, entre indígenas e não indígenas, mas apenas os índios foram investigados porque, de acordo com a secretaria municipal de Saúde, eles integram o grupo de vulnerabilidade para a doença. OITO apresentaram sintomas.

Os resultados estão previstos para segunda-feira. Neste abrigo, quatro indígenas já estão em tratamento da doença.

O chefe do Núcleo de Controle da Tuberculose, Daniel Sacramento, explica que a transmissão da tuberculose acontece por meio das gotículas de saliva. Ambientes fechados ajudam na proliferação da doença.

Ainda segundo Daniel, uma vez detectada a doença, os indígenas podem começar o tratamento de forma imediata.

O processo é longo – com uso de antibióticos por até seis meses, mas para a cura é necessário seguir até o final.

EBC

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.