Educa

Pele seca: características, cuidados, tratamentos, como hidratar… Saiba tudo sobre esse tipo de pele!

A pele seca reúne uma série de características bem específicas, como coceira, aspecto esbranquiçado, descamação, entre outros. Embora seja muito comum, ainda existem várias dúvidas em torno desse tipo de pele. O que causa a pele seca? Como hidratar corretamente a pele? Pele seca é a mesma coisa que pele desidratada ou ressecada? Para esclarecer todas as suas dúvidas, o DermaClub reuniu um time de dermatologistas que contou tudo sobre o assunto. Confira!
1. Pele seca: o que é?

A pele seca, ou xerose, é um tipo de pele que possui um desequilíbrio ao nível das glândulas sebáceas, que não produzem uma quantidade ideal de oleosidade para lubrificar a região. Além disso, ela pode ser causada por uma série de fatores intrínsecos e extrínsecos, como a genética, o clima, alterações hormonais, entre vários outros. Geralmente, este tipo de pele é reativo e pode afetar várias partes do rosto e corpo.
1.1 Características da pele seca

– Aparência sem luminosidade ou viço;
– Aspecto esbranquiçado;
– Textura escamosa;
– Descamação;
– Manchas vermelhas;
– Em casos mais graves, rachaduras e feridas.
1.2 Sintomas da pele seca

Além das características físicas aparentes, quem tem pele seca experiencia os seguintes sintomas:

– Coceira;
– Sensação de repuxamento;
– Ardor;
– Sensibilidade.
1.3 Doenças que causam pele seca

De acordo com a dermatologista Drº Lilia Guadanhim, “pacientes com histórico pessoal ou familiar de alergias, como dermatite atópica, asma, bronquite e rinite, tem uma tendência a ter a pele mais seca”. Crises de psoríase ou a diabetes também podem causar esse problema.
2. Pele seca ou pele desidratada?

Uma dúvida muito comum é se pele seca e pele desidratada são a mesma coisa. Embora apresentem, muitas vezes, as mesmas características, de acordo com a Drª Lilia, o primeiro trata-se de um tipo de pele, enquanto o segundo é uma condição. Todos os tipos de pele podem apresentar sinais de desidratação, por conta do comprometimento da barreira de proteção da pele e do microbioma, devido a inúmeros fatores externos.
2.1. O que é a barreira de proteção da pele?

De acordo com a dermatologista Drª. Betina Stefanello, do Rio de Janeiro, a barreira de proteção da pele, também chamada de manto hidrolipídico, é uma espécie de película protetora da epiderme, que, por sua vez, é constituída por 5 camadas (basal, espinhosa, granular, lúcida e córnea). Com a falta de hidratação, esta camada fica comprometida, causando ressecamento e sensibilidade.
2.2. Microbioma: o que é e para que serve?

O microbioma é o conjunto de microorganismos, especialmente bactérias e fungos, que habita no nosso corpo, inclusive na pele, e que convivem em equilíbrio proporcionando uma série de benefícios. Na pele, o equilíbrio do microbioma pode até prevenir doenças dermatológicas, como a psoríase e dermatite atópica, cujos sintomas incluem a pele seca.

Veja mais no DermaClub

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: