Educa

Sessão especial no Senado homenageia Amapá

O prefeito de Macapá, Clécio Luís, participou da sessão especial no Senado em homenagem aos 76 anos de criação do Território Federal do Amapá, na quarta-feira, 11. A solenidade foi aberta por artistas amapaenses que entoaram o hino nacional e a canção do estado em ritmo de Marabaixo, que é reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Clécio Luís falou sobre a importância da visibilidade da cultura amapaense dentro das dependências do Senado Federal. “Quero iniciar meu pronunciamento agradecendo e relembrando a ideia do senador Randolfe, que, desde 2011, protocola nesta Casa o requerimento pedindo que se faça a Semana do Amapá no Senado, e ao presidente Davi Alcolumbre por não medir esforços nessa realização. Aqui é a Casa da federação, onde circulam milhares de pessoas”.

“Quando os tambores de Marabaixo entraram aqui neste plenário, eles não entraram apenas para fazer som. Eles entraram autoproclamando a nossa identidade, a nossa história. É a oportunidade dos nossos artistas amapaenses extrapolarem as fronteiras do nosso estado, expondo ao Brasil inteiro e ao mundo parte de nossas riquezas, nossas artes plásticas, nossas músicas por meio dos veículos desta Casa, a TV e Rádio Senado, que, ao longo desta semana, terão como pauta nossos artistas amapaenses”, completou o prefeito Clécio.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, deu início à sessão falando sobre a emoção em presidir a solenidade. “Para mim, amapaense com muito orgulho, é uma honra, um privilégio e uma dádiva poder conduzir a sessão especial em comemoração aos 76 anos de criação do Território Federal do Amapá, na qualidade de presidente do Senado Federal”, mencionou.

Durante a programação, os amapaenses foram homenageados pelo Instituto Maurício de Sousa com uma ilustração da Turma da Mônica, onde os personagens estão vestidos com roupas do Marabaixo, maior manifestação cultural do estado. Além disso, senadores de vários estados também prestaram as suas homenagens ao Amapá.

Em seu discurso, o idealizador da celebração, senador Randolfe Rodrigues, disse que o Amapá é motivo de orgulho. “Nós temos orgulho de fazer fronteira com a união europeia, que é um diferencial. Temos orgulho da nossa biodiversidade, de sermos o estado mais preservado da nação e exigimos do mundo a contrapartida para isso. Temos parques, unidades de conservação, somos exemplo de como a Amazônia pode ser mantida em pé e como podemos construir um modelo de sustentabilidade a partir dos frutos da floresta e de nossas riquezas. Temos uma localização geográfica privilegiada”.

A sessão especial faz parte da Semana do Amapá no Senado, que acontece de 10 a 13 de setembro. As comemorações contam ainda com a exposição “Amapá, onde os hemisférios se encontram”. Nesta quinta-feira, 12, a programação continua com o “Festival Amapá” no Restaurante dos Senadores, com cardápio especial amapaense.

Participaram da composição da Mesa o senador do Amapá, Lucas Barreto; representando a bancada federal na Câmara dos Deputados, André Abdon; o prefeito de Macapá, Clécio Luís; e o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Amapá, Amiraldo da Silva Favacho.

Estiveram presentes o secretário de Representação das Prefeituras do Amapá em Brasília, Aziel Araújo; representante do cartunista Maurício de Sousa, Rodrigo Paiva; diretora-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Marina Beckman e o diretor-presidente do Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Maykom Magalhães da Silva.

 

Artistas

Silmara Lobato, Taronga, Nena Silva Nelito Pezao, Allan Gomes, Fabio Sacaca, Marcelo Coimbra, Rosa, Juliana, Sonia, Laura do Marabaixo, Del Costa, Mario Pezao, Nena Silva; Enrico Di Miceli, Emilia Monteiro, Ruy Godinho, Ralfe Braga, Jeriel Souza, Wagner Ribeiro.

Plantação da bacabeira

Antes do início da sessão especial da Semana do Amapá no Senado, o presidente Davi Alcolumbre promoveu um café da manhã para parlamentares do estado, prefeito de Macapá e grupos culturais. Logo em seguida, as autoridades plantaram no jardim da residência oficial da presidência do Senado uma muda de bacabeira. A árvore é o principal símbolo da capital Macapá.

Amelline Borges

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: