Oito contratos assinados: veja quem são os técnicos do amazonense 2020

O campeonato amazonense terá inicio dia 22 de janeiro e os treinadores Lana (Nacional), Mazinho (São Raimundo), Charles Guerreiro (Iranduba), Igor Cearense (Penarol-AM), Lecheva (Amazonas FC), Sidney Bento (Princesa), Fajardo (Manaus) e Wladimir Araújo são os escolhidos para comandar os clubes que disputarão os títulos de 2020.

Se você sempre pergunta se rivalo e confiavel agora você pode ter certeza que sim! Confira e faça já a sua aposta com um dos melhores sites da internet!

     As oito equipes participantes da centésima quarta edição do Amazonense, já tem seus técnicos definidos e um observação interessante é que desses oito, apenas dois, são remanescentes da temporada passada disputada em 2019. O Wellington Fajardo segue no Manaus Futebol Clube após conquistar o tricampeonato, e o Aderbal Lana, também foi mantido no comando do Nacional-AM pela diretoria do clube.

     Os outros seis comandantes são novos no pedaço. São eles: Anquimar Moreira, o Mazinho (São Raimundo-AM), Charles Guerreiro (Iranduba-AM), Igor Cearense (Penarol-AM), Ricardo Lecheva (Amazonas FC), Sidney Bento (Princesa) e Wladimir Araújo (Fast).

     Aderbal Lana (Nacional): Atualmente sustenta o titulo de maior campeão do estado e carrega onze títulos amazonenses. Lana é o treinador mais experiente entre os oito contratados tanto em idade, hoje com 73 anos quanto em tempo no mesmo clube. Esteve no comando do Nacional-AM no estadual do ano de 2019, e conquistou o terceiro lugar da disputa. Transferiu-se para o Fast que encontrava-se na série D e acabo sendo eliminado na primeira fase.

     Anquimar Moreira (São Raimundo): Mais conhecido como Mazinho, o treinador tem 54 anos e é natural do Rio de Janeiro. Dos oito técnicos listados ele é o menos conhecido, já passou pelo Clíper no ano de 2019 disputando a série B do Amazonense.

     Charles Guerreiro (Iranduba): Ficou conhecido por sem um exímio jogador do Paysandu, que o ajudou a tornar-se conhecido no cenário nacional. Passou por grandes clubes como Flamengo, Vasco e Fluminense, onde se tornou ídolo. Aos 54 anos, possui também um currículo extenso na área técnica. Atuou em clubes do Pará como o Remo, onde inclusive chegou a disputar a primeira divisão do Paraense pelo Independente de Tucuruí em 2019. No Amazonas atuou pelo Princesa comandando o time pela série D.

     Igor Cearense (Penarol-AM): O mais jovem dentre os oito, com apenas 40 anos o, hoje técnico, era jogador e se aposentou dos gramados em 2014. Além de se aposentar pelo Penarol-AM foi auxiliar técnico do time em 2014/15. Essa será sua primeira vez como treinador do time principal.

     Ricardo Lecheva (Amazonas FC): Aos 45 anos e natural do Pará, onde se tornou ídolo do Paysandu, chega para comandar o Amazonas FC sendo esse o seu segundo trabalho no estado. Anteriormente o treinador atuou pelo Nacional-AM onde fez um bom trabalho. 

     Sidney Bento (Princesa do Solimões): Iniciou a carreira em 2013 como auxiliar técnico no Holanda. Foi campeão da série B com o São Raimundo em 2017 e aos 45 anos é o treinador com menos experiencia na área técnica.

     Welington Fajardo (Manaus FC): Aos 58 anos, Fajardo segue rumo a sua segunda temporada à frente do Manaus FC. O técnico que chegou após demissão de João Carlos Cavalo, assumiu o gavião na quinta rodada do primeiro turno do Amazonense. Sua conquista principal foi o acesso inédito a série C chegando a ficar 21 partidas invicto. 

     Wladimir Araújo (Fast): O Goiano de 50 anos iniciou sua carreira em 2004, no Marília. Trabalho em mais 20 clubes sendo dois deles do Amazonas: Nacional em 2009 e Manais FC em 2018. 

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: