Pais podem perder guarda de filhos caso não permitam a vacinação

Educa

Até os dez anos de idade, as crianças devem ter tomado uma média de 15 vacinas

Manter a carteira de vacinação dos filhos regularizada é obrigação dos pais e também dos responsáveis. Isso porque até os dez anos de idade, os pequenos devem ter tomado uma média de 15 vacinas.

Quando isso não acontece, os pais e os responsáveis podem até perder a guarda das crianças, como detalhou a advogada especialista em direito da família Ana Vasconcelos.

Segundo a advogada, os casos onde os pais e também os responsáveis perdem a guarda dos pequenos são raros. Quando isso acontece, as crianças vão para outro familiar ou para adoção, caso não tenha nenhum parente disponível para ficar com os garotos.

Veja também:

Dia do Farmacêutico: com a mesma profissão, mãe e filha comemoram data

Cientistas descobrem célula que poderá tratar todos os tipos de câncer

Manter o cartão de vacinação atualizado é tão importante que as escolas exigem a documentação na hora da matrícula. De acordo com a advogada Ana Vasconcelos, as denúncias mais comuns sobre irregularidades nos cartões de vacinas são feitas pelas instituições.

Religião não interfere na vacinação
A advogada também reforça que, mesmo que a religião dos pais e também dos responsáveis não permita a vacina nas crianças, a imunização deve ser feita de todo jeito, já que não coloca em risco apenas a individualidade da criança, mas também de quem está ao redor.

Neste ano, em Minas Gerais, a Justiça obrigou um casal a vacinar os dois filhos. Os pais usavam como justificativa a religião, mas o argumento não foi aceito pelas autoridades.

Via Rádio Jornal

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.