China adota novas medidas para lidar com coronavírus

Surto matou 1.113 pessoas e infectou 44.653 na China continental

Autoridades chinesas estão adotando novas medidas para tentar interromper o alastramento do novo coronavírus. O surto já matou 1.113 pessoas e infectou 44.653 na China continental. Já empresas e estabelecimentos comerciais tentam se recuperar após a extensão do feriadão de Ano-Novo Lunar.

Trabalhadores espalham desinfetante ao longo das vias de transporte público, em meio às pessoas que retornam ao trabalho.

Firmas situadas fora da província de Hubei recebem permissão para reabrir, desde que adotem medidas preventivas.

Veja também:

Embrapa cria cenoura que dispensa agrotóxico

Coronavírus: outras 39 pessoas a bordo de navio estão infectadas

Ao mesmo tempo, duas cidades no sul da China anunciaram novos planos para lidar com o surto, incluindo o possível confisco de propriedades particulares. Não está claro como os terrenos seriam utilizados, mas declarações dão a entender que seriam para esforços de prevenção.

Guangdong, onde as cidades em questão estão localizadas, é uma das províncias com o maior número de infecções confirmadas fora de Hubei.

Fora da China continental, o vírus já infectou 516 pessoas em mais de duas dezenas de países e territórios. Duas pessoas morreram: uma nas Filipinas e outra em Hong Kong.

NHK

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: