PF faz ação contra mães acusadas de partilhar material de pedofilia

Operação ocorre na capital, interior e litoral de São Paulo

A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (11) mandados de busca contra mães acusadas de usar os próprios filhos na produção de imagens de pedofilia. A ação ocorre na capital paulista, em Cerquilho, no interior do estado, e em Iguape, no litoral. As três mulheres foram identificadas após análise do material encontrado no disco rígido de um abusador preso no ano passado.

O brasileiro foi preso junto com um casal de ucranianos em maio de 2019. O homem é acusado de produzir e distribuir conteúdo de pedofilia em associação com duas mulheres. A Polícia Federal chegou até ele a partir de informações repassadas pela Interpol de uma investigação iniciada na Ucrania.

Veja também:

Coronavírus: alunos de escolas que tiverem aulas suspensas receberão acesso gratuito à plataforma de matemática

Relatório da ONU mostra aceleração dos impactos das mudanças climáticas

Durante a ação policial, o homem tentou destruir seu laptop e seus celulares. No entanto, os equipamentos foram recuperados e levados para análise técnica pela PF. O conteúdo arquivado nos aparelhos levou à prisão das duas mulheres em setembro do ano passado. Segundo a polícia, uma delas era namorada do abusador, e uma das crianças que aparecem nas imagens era sua filha, hoje com 11 anos. O filho do homem, atualmente com 5 anos, também era vítima do grupo.

A investigação encontrou material produzido a partir de 30 estupros, além de tortura de crianças. Os abusos eram filmados para serem trocados em fóruns na deep web (zona da internet que dificulta o rastreio dos navegadores) dedicados especificamente ao compartilhamento de cenas de abusos praticados por pais e mães.

EBC

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: