Coronavírus: viagens de ônibus devem seguir orientações da OMS

Pandemia altera rotina de empresas rodoviárias

Devido ao surto do coronavírus, empresas de viagens rodoviárias vêm adotando medidas preventivas sugeridas pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

De acordo com Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati), ela orienta as empresas associadas a seguirem os protocolos de prevenção contra o Covid-19, recomendados pelo Ministério da Saúde, tanto internamente quanto na prestação de serviço aos passageiros.

Empresas de transportes terrestres se colocaram à disposição do Ministério da Saúde para divulgação e adoção de medidas contra a propagação do coronavírus.

A Abrati orienta as empresas que reforcem a higienização dos ônibus, redobrem a atenção quanto à disponibilidade de água e sabão nos sanitários dos veículos e disponibilizem álcool gel em locais de atendimento no embarque.

Veja também:

Ipea: coronavírus pode causar impacto na recuperação do emprego formal

Coronavírus: São Paulo disponibilizará mais mil leitos de UTI

Gotículas respiratórias
Segundo a OMS, o novo coronavírus se espalha principalmente pelo contato com uma pessoa infectada através de gotículas respiratórias geradas pela tosse ou espirro, que podem ser inaladas ou contaminar as mãos e as superfícies.

A OMS considera o Covid-19 como situação pandêmica. Devido aos níveis alarmantes de disseminação, muitos países estão impondo proibições temporárias a viagens a países com grande número de infecções. No Brasil, o Ministério da Saúde confirmou hoje (12|) 60 casos do novo coronavírus.

EBC

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: