UBAM defende cancelamento das eleições de 2020

A entidade quer que os recursos aprovados pelo congresso nacional destinados aos partidos políticos, da ordem de 2 bilhões, sejam investidos na área da saúde e enfrentamento ao Corona vírus  

O presidente nacional da União Brasileira de Municípios (UBAM), executivo Leonardo Santana, concedeu entrevista hoje em Fortaleza, onde participou de extensa agenda em vários Municípios cearenses, garantiu que a UBAM já enviou ao Palácio do Planalto o pedido de antecipação da ajuda financeira aos municípios, fixada em 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), matéria que foi uma grande conquista do movimento municipalista.

Além dessa medida emergencial em favor das prefeituras de todo país, Leonardo também enfatizou a disposição da UBAM para reunir as associações de municípios de todo Brasil com a equipe do governo Bolsonaro, para propor o cancelamento das eleições municipais deste ano, com o compromisso da União de investir  todos os recursos do financiamento público eleitoral no programa de prevenção e tratamento do Covid 19, com o repasse direto para as contas das prefeituras, objetivando atenuar o sofrimento das populações no enfrentamento a essa pandemia.

“O povo brasileiro jamais aceitará um gasto de mais de 2 bilhões de reais com campanha eleitoral enquanto cidadãos e cidadãs estão perdendo suas vidas, devido a uma pandemia que já ultraja o mundo inteiro”.

“Defendemos a prorrogação do mandato dos prefeitos e prefeitas até 2022, momento que será histórico para o país um processo de eleições gerais. E tenho certeza de que se fizéssemos um plebiscito, a população mostraria que tem o mesmo sentimento. Pois, dinheiro público é para ser investido no bem-estar e na saúde do povo. ”  Defendeu o dirigente municipalista.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: