Ouça "Notícias da Amazônia ao vivo!" no Spreaker.

Grécia reabre para os turistas, mas brasileiros não poderão entrar

País está barrado nos aeroportos gregos, junto com EUA e Rússia, que têm as piores situações de disseminação do novo coronavírus; Espanha e Itália também ficam de fora

A Grécia anunciou nesta sexta-feira (29) que reabrirá seus aeroportos de Atenas e Tessalônica a turistas de 29 países a partir de 15 de junho, quando começa a temporada turística, segundo o Ministério do Turismo.

Viajantes do Brasil, porém, ficarão de fora. O Brasil não entrou na lista de autorizados a enviar pessoas para a Grécia. Também estão impedidos visitantes dos Estados Unidos e da Rússia – países que, junto com o Brasil, apresentam hoje o pior cenário de coronavírus no mundo.

Na lista dos autorizados estão cerca de 15 países da União Europeia (UE), entre eles Alemanha, Áustria, Dinamarca, Finlândia, República Checa, os países bálticos, Chipre, Malta, assim como os países dos Bálcãs, segundo um comunicado do Ministério.

Veja também:

Amapá tem 8.152 casos confirmados, 9.527 em análise laboratorial, 3.323 pessoas recuperadas e 198 óbitos

PF deflagra 2a Fase da Operação Virus Infectio no Amapá

Fundação Amazonas Sustentável realiza atividades virtuais na Semana do Meio Ambiente

França, Espanha, Reino Unido e Itália, os mais afetados pela pandemia de Covid-19 na Europa, não estão incluídos atualmente nesta lista.

Além da UE, turistas da Suíça, Noruega, países dos Bálcãs como Albânia, Sérvia ou Macedônia do Norte, também poderão aterrissar nos aeroportos de Atenas ou Tessalônica, a segunda cidade grega no norte do país.

A lista inclui também Austrália, Japão, Israel, Líbano, China, Nova Zelândia e Coreia do Sul.

O ministério não descarta a ampliação dessa lista antes de 1º de julho, data de abertura dos aeroportos regionais gregos.

Um teste de detecção do coronavírus por amostragem será realizado em turistas provenientes desses países, diz o comunicado.

AFP

 

Ouça "Notícias da Amazônia ao vivo!" no Spreaker.

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: