Ouça "Notícias da Amazônia ao vivo!" no Spreaker.

Nome da mãe de Miguel consta como funcionária da prefeitura de Tamandaré

Mirtes Renata Santana de Souza trabalhava na casa do prefeito da cidade, Sérgio Hacker (PSB), mas está cadastrada como funcionária da prefeitura de Tamandaré com remuneração de um salário mínimo

Philipe Santos  Mariana Moraes

O nome da Mãe do menino Miguel Otávio Santana da Silva, 5 anos, que morreu ao cair de um prédio de luxo no Recife, aparece como funcionária do município de Tamandaré (PE), onde o patrão Sergio Hacker (PSDB) é prefeito, de acordo o portal da transparência do município.

Segundo o registro, Mirtes Renata Santana de Souza possui cargo comissionado, desde fevereiro de 2017, um mês após Hacker assumir a prefeitura. O cargo é de gerente de divisão e lotado na manutenção das atividades de administração. Os dados apontam que, para o cargo, não há exigências de escolaridade mínima.

O nome da empregada consta na última folha de pagamento da cidade. O salário, segundo o portal da transparência, é de pouco mais de R$ 1 mil. No entanto, os registros apontam que a carga horário de Mirtes é de zero horas. Mas isso conta em todos os funcionários com cargos comissionados.

Veja também:

Quarentena continuará por mais 10 dias em Macapá

PF deflagra Operação Consilium Fraudis e Facilitador no Amapá

Ex-deputado Eider Pena é denunciado pelo MPF por grilar terras da União para cultivar soja

A data de admissão, em 1º de fevereiro de 2017, bate com o registro da empregada doméstica no cadastro da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), órgão ligado ao Ministério da Economia, como revelou o Jornal do Commercio nessa quinta-feira (4/6).

O cadastro do Rais contém a lista de todos os servidores que têm direito a abono salarial e relaciona o nome do funcionário ao órgão empregador, com o CNPJ da pessoa jurídica.

Veja mais no Correio Braziliense

Ouça "Notícias da Amazônia ao vivo!" no Spreaker.

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: