AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Salvar suas senhas direto no Google Chrome é seguro? Entenda

Navegadores oferecem função para armazenar senhas, mas será que vale a pena?

Liliane Nakagawa

Redes sociais, internet banking, sites de compras e tantos outros. Qualquer conta que criamos no ambiente web exige uma senha. Necessária para proteger nossos dados, a explosão delas criou um outro problema: memorizá-las. Nesse contexto, os gerenciadores de senhas têm ganhado popularidade. Muitos usuários, entretanto, ainda recorrem ao sistema de armazenamento de senhas do próprio navegador, mas isso é realmente seguro?

Primeiramente, é necessário entender como funciona o armazenamento de senhas no navegador. Toda vez que você aceita que o Chrome salve seu nome de usuário e senha, os dados são guardados em um banco de dados SQLite3 dentro do seu computador, que só pode ser acessado pelo próprio browser. As informações são criptografadas, e só podem ser descriptografadas quando o seu usuário estiver logado, evitando assim que a senha seja “lembrada” pelo Chrome quando outro usuário estiver utilizando o PC.

Veja também:
INSS oferece serviço expresso para entrega de documentação
Cursos técnicos: modalidade deve ter aumento na procura, indica diretor do Senac
Momento Espírita: Máscaras

O problema começa quando alguém mal intencionado consegue acessar o computador, como explica Daniel Kundro, pesquisador de malware da ESET América Latina. “Ele pode facilmente obter as senhas, descriptografá-las e roubá-las em texto simples. Esse tipo de comportamento foi observado em vários códigos maliciosos e até mesmo em trojans bancários direcionados especificamente para a América Latina, onde se destinam a roubar credenciais de acesso de serviços home banking”, comenta Daniel Kundro, pesquisador de malware da ESET América Latina.

Veja mais no Olhar Digital

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: