AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Cientistas italianos encontram lagos de água salgada em Marte

Rede de lagos com água salgada foi identificado no polo sul do planeta

Um grupo de pesquisadores italianos descobriu uma rede de lagos de água salgada sob as geleiras localizadas no polo sul de Marte e a descoberta pode ajudar a reescrever a história do clima do planeta vermelho, ajudando a entender a eventual existência de formas de vida.

Ao redor de um lago descoberto em 2018, os estudiosos localizaram outros três, descritos nesta segunda-feira (28) na revista “Nature Astronomy” pela mesma equipe que fez o achado há dois anos. Eles usaram o radar Marsis, da Agência Espacial Italiana (ASI), que faz parte da missão Mars Express da Agência Espacial Europeia (ESA).

O estudo foi coordenado pelos pesquisadores da Universidade Roma Tre, Elena Pettinelli e Sebastian Emanuel Lauro, e pelo professor Roberto Orosei, do Instituto Nacional de Astrofísica (Inaf).

Veja também:
INSS oferece serviço expresso para entrega de documentação
Cursos técnicos: modalidade deve ter aumento na procura, indica diretor do Senac
Momento Espírita: Máscaras

“Em relação a 2018, nós ampliamos muito a área de estudo e utilizamos métodos diferentes de análises. Agora, os dados indicam que existe um sistema hídrico mais amplo “, explicou Petinelli à ANSA . Há dois anos, os especialistas analisaram uma área de 20 quilômetros quadrados e agora foi detalhado um espaço de 250km por 300km.

“O fato de encontrarmos estruturas hidrológicas complexas nos sugere que devem existir outras”, pontua a pesquisadora.

Para Enrico Flamini, presidente da Escola Internacional de Pesquisas para as Ciências Planetárias (IRSPS), da Universidade de Chieti-Pescara e entre os autores da missão de 2018, a descoberta daquele ano “foi só a primeira prova de um sistema muito mais amplo de corpos hídricos líquidos no subsolo marciano “. “É exatamente o que estava esperando: um verdadeiro grande resultado”, comemorou Flamini.

Veja mais no Último Segundo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: