Paulo Gustavo deve ser velado no Teatro Municipal do Rio de Janeiro

O velório do ator e humorista Paulo Gustavo, morto nesta terça-feira (4) em decorrência de complicações da Covid-19, deve ocorrer no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. A informação foi publicada pelo colunista Ancelmo Gois, de O Globo.

A assessoria do artista divulgou a informação sobre a morte na noite de ontem, mas ainda não deu detalhes sobre enterro e velório. De acordo com o boletim médico, Paulo Gustavo faleceu às 21h12. A equipe do Copa Star, em Copabana, onde o ator foi internado em 13 de março, lamentou a perda. “A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos”, diz a nota.

O quadro do humorista, conhecido pelo papel de Dona Hermínia, na franquia Minha mãe é uma peça, se agravou, e ele chegou a fazer um tratamento alternativo de oxigenação por membrana extracorpórea (Ecmo), uma espécie de “pulmão artificial”, usado em casos de pneumonia grave.

Durante o período de internação, ele chegou a apresentar melhora. Na tarde do último domingo (2), a equipe que acompanha Paulo Gustavo diminuiu o nível de sedação do ator, o que permitiu que Paulo acordasse e interagisse com o marido dele, o dermatologista Thales Bretas, e com médicos. No entanto, o caso do ator regrediu na noite do mesmo dia.

Veja também:
Inep define período de justificativa de ausência para o Enem 2021
IBGE estima que desempregados no Brasil sejam 14,4 milhões
Como era a internet no Brasil antes da comercialização

Homenagens
Pelas redes sociais, artistas e fãs lamentaram a perda. Mais cedo, alguns haviam se reunido na porta do hospital para fazer uma vigília. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, prestou solidariedade a amigos e família em nome de todos os deputados.

Formado em 2005 na Casa das Artes de Laranjeiras, o ator começou a carreira antes mesmo de se formar em 2004 no teatro, com o elenco da peça Surto. Ele seguiu carreira de sucesso em peças no Rio de Janeiro. Foi no teatro que começou a atuar como o personagem que mudou a própria carreira, a Dona Hermínia, criada por ele em 2004 e que se tornou a principal personagem de Paulo Gustavo. Ele escreveu um monólogo desta personagem baseada na própria mãe, Déa Lúcia Vieira Amaral.

Em 2013, Minha mãe é uma peça, foi para as telas de cinema, tornando-se um sucesso. O longa teve sequência em 2016, com Minha mãe é uma peça 2, e em 2019, com Minha mãe é uma peça 3.

O ator se casou em 2015 com o dermatologista Thales Bretas. Em 2019, o casal anunciou que tinha tido filhos gêmeos, Gael e Flora, fruto de um processo de barriga de aluguel feito nos Estados Unidos.

Via Diário de Pernambuco

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: