Agricultura familiar pode ganhar prioridade nas compras pelo SUS

O projeto de lei que prioriza o segmento foi aprovado pela Comissão da Agricultura da Câmara dos Deputados nessa quarta-feira, 26

Alimentos produzidos por agricultores familiares, pescadores artesanais, silvicultores e extrativistas podem ganhar prioridade nas compras pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O projeto de lei 3.663 de 2020, que trata do tema, foi aprovado pela Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, nessa quarta-feira, 26. O texto estabelece que esses produtos precisarão ter preços compatíveis com os de mercado.

De autoria da deputada Professora Dayane Pimentel (PSL-BA), o PL altera a Lei Orgânica da Saúde. Conforme o projeto, o poder público apoiará a produção e a regularização sanitária dos gêneros alimentícios adquiridos. Regulamentação posterior poderá estabelecer percentuais mínimos de aquisição dos produtos.

O parecer do relator, deputado Lucio Mosquini (MDB-RO), foi pela aprovação do texto. “Os pescadores artesanais e demais agricultores familiares formam um segmento social especialmente desfavorecido e que precisa de todo o apoio possível para prosperar de forma sustentável no meio rural”, disse.

Veja mais no Canal Rural

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: