Praticar atividade física em ambiente com poluição pode piorar a saúde

Pérola Cattini

O artigo “Association of the combined effects of air pollution and changes in physical activity with cardiovascular disease in young adults” – Associação dos efeitos combinados da poluição do ar e mudanças na atividade física com doenças cardiovasculares em adultos jovens, em tradução livre – conduzido pela Faculdade de Medicina da Universidade Nacional de Seul, na Coreia do Sul, acompanhou mais de um milhão de moradores de áreas urbanas e apontou a poluição do ar como possível causadora da piora na saúde de pessoas que realizavam atividades físicas ao ar livre.

O estudo utilizou dados do Sistema Nacional Ambiental de Monitoramento do Ar e foi adaptado para ajustar seus resultados levando em consideração fatores como: idade, sexo, renda familiar, índice de massa corporal, tabagismo e consumo de álcool. Segundo o principal autor do estudo, o Dr. Seong Rae Kim, o risco de doenças cardiovasculares, como derrame, insuficiência, arritmia e ataque cardíaco, é maior quando jovens adultos realizam exercícios em locais com muita poluição, dado o alto nível pessoas nessas faixas etárias com problemas como bronquite, sinusite, rinite ou asma.

Pensando na geração mais antiga, o estudo mostra que as atividades físicas podem não ser benéficas aos idosos, já que eles se expõem a danos na saúde do pulmão e das artérias, devido à poluição causada pelas emissões de carbono.

Veja mais no Capital News

Clique aqui e Inscreva-se agora!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: