Trabalho infantil aumenta durante a pandemia

12 de junho é o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil. E hoje, mesmo durante a pandemia, relatórios constatam que houve um certo retrocesso no combate a mão de obra infantil. Sobre esse assunto, o Revista Brasil desta sexta-feira (11)entrevistou odesembargador James Magno Araújo Farias,gestor nacional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem da Justiça do Trabalho, representante da região nordeste.

Segundo ele, o principal objetivo da data é alertar a comunidade em geral e os diferentes núcleos do governo sobre a realidade do trabalho infantil, uma prática que se mantém corriqueira em diversas regiões do Brasil e do mundo.

De acordo com dados do IBGE, entre 2010 e 2015 havia mais de 2,5 milhões de crianças trabalhando e em 2019 reduziu para 1,7milhões. A meta da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) é erradicar o trabalho infantil até 2025.

Sobre as questões sociais e culturais, o desembargador afirma que elas favorecem o trabalho infantil. Por isso é necessário quebrá-las e ter políticas sociais que estimulem as crianças e os adolescentes a se manterem na escola.

Na entrevista, ele comenta ainda que, pelo fato de estarmos no século 21, é preciso que a sociedade se conscientize que estamos no século da tecnologia para se criar um novo modelo para o trabalho.

“Não adianta pensar na criança como se estivesse no século passado”, afirma o desembargador.

Ouça a entrevista completa no player acima. 

EBC

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: