Deslizamentos de terra deixam ao menos 30 mortos em Mumbai

Fortes chuvas atingiram a região

Pelo menos 30 pessoas morreram em três subúrbios de Mumbai após várias casas terem desabado devido a deslizamentos de terra causados por fortes chuvas, disseram autoridades neste domingo (18) e previsões de chuvas ainda mais fortes podem levar autoridades a realocar pessoas que vivem em áreas de risco.

Os socorristas usaram as mãos para cavar o solo em uma tentativa de encontrar sobreviventes, mostrou a televisão local, com as autoridades dizendo que mais pessoas podem estar presas nos escombros. Socorristas carregaravam os feridos por vielas em macas improvisadas.

Várias áreas de Mumbai foram atingidas por enchentes devido às fortes chuvas nas últimas 24 horas, afetando a capital financeira da Índia. A megalópole e a costa do Estado industrial de Maharashtra devem receber chuvas fortes ou muito fortes nos próximos quatros dias, disse o departamento climático.

“Vamos tomar a decisão de transferir as pessoas que estão morando em situações de risco para assentamentos permanentes imediatamente”, disse Nawab Malik, autoridade do governo, de acordo com um tuíte da agência de notícias ANI, parceira da Reuters.

Veja também:
Sine Amapá oferta vagas de emprego em mais de 20 áreas para o dia 19 de julho
Obras do artista plástico J.Sebastian Ligeiro estão em exposição no Bioparque da Amazônia
Público de 31 e 32 anos será vacinado contra Covid-19 nesta segunda (19) em Macapá

Chuvas torrenciais, especialmente durante as monções que ocorrem na Índia entre julho e setembro, ocorreram frequentemente causando o colapso de edificações, especialmente de estruturas mais antigas ou construídas de forma ilegal.

Nas últimas 24 horas, autoridades informaram 11 incidentes com moradias ou muros na região de Mumbai. Em um bairro, cerca de meia dúzia de barracos localizados na base de um morro desabaram uns por cima dos outros, disseram autoridades.

O primeiro-ministro Narendra Modi ofereceu suas condolências em um tuíte e anunciou auxílio para as vítimas.

Reuters

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: