Polícia investiga grupo por ‘lucro’ de R$ 15 milhões em 7 anos com falsificação de diplomas na Ueap

Um grupo criminoso que teria lucrado mais de R$ 15 milhões em um esquema de falsificação de diplomas na Universidade do Estado do Amapá (Ueap) é alvo da Polícia Civil na operação “Graduatio”, deflagrada nesta quinta-feira (4), em Macapá.

Cerca de 70 policiais cumpriram 3 mandados de prisão e 13 de busca e apreensão contra empresas, empresários e servidores públicos suspeitos de participação na organização criminosa. Uma pessoa também foi presa em flagrante, segundo a Civil.

Em nota, a Ueap declarou que comunicou as autoridades de segurança sobre o suposto esquema e ressaltou o apoio à operação “Graduatio” para possíveis novas solicitações de documentos e fiscalizações na universidade.

“Os fatos em apuração, em tese criminosos, foram comunicados à Polícia Civil, ao Ministério Público Estadual e ao Ministérios Público Federal pela própria Ueap, tudo devidamente documentado, ensejando o início das investigações”, informou o documento.

Segundo a investigação da Divisão Especial de Combate à Corrupção (Decor), além da emissão de diplomas falsos, a quadrilha registrou diplomas irregulares e desviou taxas cobradas pela Ueap.

O esquema ocorria há pelo menos 7 anos e pelo menos 62 mil certificados de conclusão de curso superior foram registrados pela quadrilha, informou o delegado-geral da Civil, Uberlândio Gomes.

“Servidores da Ueap estavam cobrando indevidamente para fazer esse serviço. O serviço é legítimo, mas estava sendo feito com aferição de vantagens. O valor normal da taxa cobrada por cada registro era R$ 70 e por esse apressamento eles cobravam um valor a mais. Além disso, eles emitiam diplomas falsos e faziam o registro deles pela Ueap”, disse.

Do G1 Amapá

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: