Combate ao crime organizado: GAECO/MP-AP e PF deflagram Operação Godzilla

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Amapá (GAECO/MP-AP), com apoio da Polícia Federal (PF), deflagrou, na madrugada de hoje (24), a Operação Godzilla, para cumprimento de sete mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva, em Macapá. A ação que tem o propósito de combater o crime organizado no Estado também contou com apoio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e Força Tática da Polícia Militar, bem como do Grupo Tático Prisional Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Amapá (GTP/IAPEN).

As investigações iniciaram a partir da apreensão e análise em um aparelho celular encontrado durante a Operação Alfaiate, deflagrada pelo GAECO em dezembro de 2022, com apoio da PF.

Após análise do aparelho, foi possível identificar a prática de diversos crimes como o de furto de motores para posterior venda visando arrecadar dinheiro para capitalizar a organização criminosa (Orcrim) “Terceiro Comando do Amapá”. Também foram encontradas diversas conversas no aparelho que indicam a utilização do dinheiro para financiar a guerra entre facções criminosas.

É importante frisar que a organização criminosa em questão está envolvida na “guerra” contra outra Orcrim, a “União dos Criminosos do Amapá”, buscando espaço pelo comércio de drogas ilícitas, o que vem ocasionando diversas mortes na cidade de Macapá, desestabilizando a ordem pública e a paz social.

Dentre os sete mandados de busca e apreensão, dois foram cumpridos dentro do IAPEN, e um dos alvos do mandado de prisão preventiva já se encontra sob tutela do Estado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: