AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Assistência Social: prefeitura fará ação com moradores de rua

A Prefeitura de Macapá prepara força-tarefa para ação com moradores de rua, que será realizada nesta quarta-feira, 11, na Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast), das 16h às 18h. A medida objetiva reforçar o serviço social e de saúde para as pessoas que se encontram nessa situação. O intuito é levar atendimento a essa parcela da população, entre eles profissionais do sexo, usuários de substâncias psicoativas, moradores de rua, dentre outros.

De acordo com a diretora de Desenvolvimento Social, Aurises Tito, a força-tarefa surgiu depois que as secretarias municipais de Assistência Social e do Trabalho (Semast) e de Saúde (Semsa) perceberam a dificuldade e a necessidade que os moradores de rua têm em se cadastrar nos programas sociais do Governo Federal, e também em receberem atendimento básico de saúde, entre outros serviços oferecidos pela rede municipal. “A ação visa o retorno desse público ao seio familiar. Essa será nossa maior conquista”.

A atividade contará com dois ônibus que irão buscá-los em pontos já mapeados pela Semsa, onde os usuários do programa “Consultório na Rua” ficam alocados a maior parte do tempo. A Semast proporcionará serviços socioassistenciais, como inclusão no Cadastro Único, inscrição nos cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e atendimentos a pessoas que foram vítimas de violência pelo fato de estarem em situação de risco.

Além disso, na última semana a equipe de técnicos da prefeitura visitou quatorze pontos mapeados no bairro Buritrizal e identificou moradores de rua e profissionais do sexo. Durante a mobilização, o público identificado foi informado da ação e incentivado a participar. A abordagem continua nesta segunda-feira, 9, e irá em pontos onde se concentram usuários de substâncias psicoativas.

A enfermeira e coordenadora do Consultório na Rua da Semsa, Laura Soares, disse que cerca de trinta profissionais estarão envolvidos na ação. Segundo ela, vários serviços de saúde serão ofertados. “Vamos levar a essa população consultas médicas com clínico geral, consultas de enfermagem com atendimento de pré-natal para as mulheres que estiverem no início da gravidez, triagem com aferição da pressão arterial, verificação de glicemia, verificação do peso corporal, testes rápidos de HIV, sífilis e hepatite, consultas com psicólogos e com assistentes sociais”.

A ação também contará com o apoio do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), com o Serviço de Abordagem Social, Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP – Amizade), Unidade Básica de Saúde do Perpétuo Socorro, e Secretaria de Políticas para as Mulheres (SEPM).

Texto e fotos: Lílian Monteiro/Asscom Semast

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: