AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Detenta dá à luz em solitária de presídio do Rio


Uma mulher deu à luz sozinha dentro de uma cela de castigo da penitenciária Talavera Bruce, no Complexo de Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro.

O caso ocorreu no dia 11 deste mês, mas somente veio a público nesta segunda-feira (26). A Justiça determinou o afastamento provisório da diretora Andreia Oliveira, bem como da subdiretora, até que se apure a responsabilidade pelo caso.

De acordo com o titular da Vara de Execuções Penais (VEP), juiz Eduardo Oberg, houve omissão da direção do presídio e a detenta teve que parir sozinha, saindo com a criança ainda presa no cordão umbilical.

A penitenciária onde ocorreu o caso dispõe de Unidade Materno Infantil (UMI), local para as detentas ficarem com os recém-nascidos por pelo menos seis meses. Mesmo assim, o bebê de menos de um mês de idade foi encaminhado para um abrigo.

De acordo com o Tribunal de Justiça, a mãe retornou para a solitária e deve ser transferida para um hospital psiquiátrico.

A presidente da Comissão de Segurança Pública e vice-presidente da Comissão de Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), deputada estadual Martha Rocha, quer que a Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro preste esclarecimentos.

A Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro foi procurada pela reportagem, mas não respondeu.

Leia na Agência Brasil

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: