AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Ministro da educação convoca reitores das universidades para combater Aedes aegypti

O ministro da educação, Aluísio Mercadante, convocou os reitores das universidades federais para uma reunião na tarde desta quinta-feira, 04. Na pauta, o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da febre chikungunya e do zika vírus (este último relacionado a casos de microcefalia em bebês). A reitora da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Eliane Superti, participa da reunião e adiantou que a Universidade irá seguir o cronograma de combate proposto pelo Governo Federal, nos dias 19 e 26 de fevereiro e 04 de março.

Nas datas sugeridas, a Unifap pretende discutir internamente os temas e criar estratégias para mobilizar a comunidade acadêmica em ações de combate ao mosquito nos campi Marco Zero, Santana e Oiapoque. Várias outras atividades devem ocorrer ao longo do ano, como estratégia de enfrentamento.

A Pró-reitoria de Extensão e Ações Comunitárias (Proeac) estará à frente na formatação e execução da campanha de combate. “Nós pretendemos atuar nas escolas no entorno da Universidade. Queremos que a mensagem chegue aos familiares dos alunos com intuito de disseminar os riscos de cada uma das doenças transmitidas pelo mosquito e importância da prevenção”, informou o pró-reitor Rafael Pontes.

Na carta-convite enviada aos reitores, o ministro Mercadante destaca a preocupação do Governo Federal com o crescente número de casos das doenças e divulga dados da organização Mundial da Saúde (OMS), que tem previsão inicial de 4 milhões de pessoas, sendo 1,5 milhão no Brasil, que poderão ser afetadas pelos riscos dessa epidemia.

O ministro diz ainda que os bancos acadêmicos e escolares devem ser os centros de mobilização e conscientização da comunidade interna e externa para o combate à proliferação do mosquito. “Na educação, somos cerca de sessenta milhões de brasileiros e brasileiras organizados em salas de aula. Temos o dever de agir”, diz um trecho da carta que termina ressaltando a importância de cada um fazer seu papel.

“Se cada um der a sua contribuição efetiva com todo o empenho no combate ao mosquito, por meio de uma atuação cidadã e engajada, nós seguramente seremos a principal força que o Brasil possui para proteger as nossas grávidas e nossos futuros estudantes”, finaliza o texto. O hotsite http://combateaedes.saude.gov.br/, tem inúmeras informações para população em geral, gestantes, além de profissionais e gestores da saúde.

Universidade Federal do Amapá
Assessoria de Comunicação
Kleber Soares

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: