AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Prefeitura atende recomendação do Ministério da Saúde e realiza vacinação antirrábica no Zerão

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) inicia nesta segunda-feira, 29, etapa de vacinação antirrábica no bairro Zerão, zona sul de Macapá. A atividade é uma recomendação do Ministério da Saúde por conta de um caso de um animal vindo da cidade de Maringá (PR), que esteve em trânsito em Macapá e acabou vindo a óbito por raiva canina no estado do Paraná.

Em dezembro de 2015, o cachorro da raça Beagle, de 2 meses de idade, foi trazido pelos seus donos ao Amapá e permaneceu por 48 dias no bairro Zerão. Treze dias depois de seu regresso para o Paraná, o animal começou a apresentar sintomas de apatia, vômito, movimento de deglutição, sialorreia, agressividade, movimentos espasmódicos, seguido de decúbito e chegando a óbito no dia 17 de fevereiro por raiva canina, confirmada por diagnóstico do Laboratório Central de Saúde Pública do Paraná (Lacen/PR).

Como não se tem certeza do local em que o animal contraiu a doença, o Ministério da Saúde orienta os municípios onde o cachorro esteve em trânsito a fazer o bloqueio vacinal, imunizando todos os animais domésticos da área de contato do cão infectado para impedir uma possível proliferação do vírus, sendo necessária a colaboração dos donos no sentido de permitir que o animal seja vacinado novamente, tendo em vista que muitos deles participaram da última campanha de vacinação, que ocorreu em novembro de 2015.

Para a realização do bloqueio, profissionais da Semsa realizarão a vacinação casa a casa no bairro Zerão. “Será executado um trabalho de vacinação dos cães e gatos domiciliados no bairro onde esse cachorro ficou hospedado, com o objetivo de se fazer o bloqueio no caso de uma possível contaminação. Somente os cães residentes serão vacinados em função do cão infectado em questão não ter tido acesso à rua, ficando todo tempo em que esteve em Macapá na área da residência que estava hospedado, sendo, portanto, remota a possibilidade de ter ocorrido contaminação de algum animal de rua”, explica a chefe de Zoonoses de Macapá, Anaid Menezes.

O último caso de raiva canina no Amapá ocorreu no município de Tartarugalzinho, em 1991. Em 2008 foi registrado um caso positivo em morcego e em 2009 houve positividade em alguns animais herbívoros.

Jamile Moreira/Asscom Semsa

Contato: 99135-6508

Fotos: Arquivo PMM

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: