Campanha contra a Influenza começa segunda-feira para vacinar 1,1 milhão no AM

Educa

Ação inicia dia 17 e vai até 26 de maio, sendo realizada anualmente e tendo, como objetivo, reduzir as complicações pelo vírus da influenza

Paulo André Nunes
Manaus (AM)

Começa na próxima segunda-feira, dia 17, e vai até 26 de maio, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, ação realizada anualmente e que tem, como objetivo, reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza, na população alvo para a vacinação. O “Dia D” da mobilização nacional será em 13 de maio.

O Ministério da Saúde estima que, em todo o país, um universo de 54,2 milhões devem ser vacinadas, sendo 1,1 milhão no Estado do Amazonas.

Ao todo, 60 milhões de doses foram distribuídas pelo MS , que quer vacinar, pelo menos, 90% da população prioritária, considerada de risco para complicações por gripe.

A vacina será oferecida nas unidades de saúde dos municípios com a seguinte distribuição: para crianças de 6 meses a menos de 2 anos (121.696 doses), de 2 a 4 anos (228.553), trabalhadores em saúde (78.686), gestantes (60.847), puérperas (mulheres que pariram recentemente) (10.002), indígenas (163.367), idosos (216.699), pacientes com comorbidade (doenças crônicas)(80.522), professores (51.385), privados de liberdade, adolescentes e jovens sob medidas sócioeducativas (2.907) e funcionários do sistema prisional (439 pessoas).

Do universo exato de 1.015.100 doses destinadas para todo o Estado, cerca da metade é para vacinação em Manaus, destaca Izabel Nascimento, coordenadora estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI) da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM). As doses foram recebidas na última terça-feira, mas nem todos os 62 municípios do Estado foram buscar suas vacinas: problemas com transporte das doses forçaram Canutama, Pauiní, Santa Izabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira a pegar suas doses apenas na próxima segunda-feira, com a vacinação nesses municípios devendo iniciar só na quarta, dia 19.

A vacinação contra influenza mostra-se como uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e de suas complicações. As vacinas utilizadas nas campanhas nacionais de vacinação contra a influenza do Programa Nacional de Imunizações (PNI) são vacinas trivalentes que contêm os antígenos purificados de duas cepas do tipo A e uma B, sem adição de adjuvantes e sua composição é determinada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para o hemisfério sul, de acordo com as informações da vigilância epidemiológica.

Alguns estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias, de 39% a 75% a mortalidade global e em, aproximadamente, 50% nas doenças relacionadas à influenza.

Medidas contra a transmissão

Algumas medidas evitam a transmissão da influenza e outras doenças respiratórias: higienização das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento; Utilizar lenço descartável para higiene nasal; Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir; Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; Higienizar as mãos após tossir ou espirrar; Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas; Manter os ambientes bem ventilados; Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de influenza; Evitar sair de casa em período de transmissão da doença; Evitar aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados); Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

Em números

1.100.000

É o número de doses que serão destinadas para o Amazonas na campanha nacional de imunização da gripe Influenza que começa na próxima segunda-feira.

A Crítica

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.