AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Semsa promove programação de combate à sífilis em UBS da capital

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realizou nesta terça-feira, 31, uma programação alusiva ao Dia Nacional de Combate à Sífilis, na UBS Raimundo Hozanan, no Muca. Durante toda a manhã, a unidade ofertou 300 testes rápidos para a detecção da doença. O exame é um mecanismo seguro, que detecta os anticorpos contra a doença em até 30 minutos por meio da coleta de uma gota de sangue da ponta do dedo.

 

De acordo com a Coordenação Municipal de DST’s/Aids e Hepatites Virais, de janeiro a outubro deste ano, 190 pessoas foram diagnosticadas com a doença. “O teste é a forma segura de diagnosticar novos casos. Segundo os dados, 60% da população desconhece a sua sorologia e acabam não só por não tratar a doença, mas disseminando-a em relações sexuais sem preservativo”, comentou o coordenador municipal de DST’s, Augusto César Melo.

 

Diagnosticar a sífilis precocemente é a melhor forma de obter eficácia com o tratamento. Em todas as UBS’s da capital, a Semsa disponibiliza preservativo, testes para o diagnóstico e o tratamento gratuito da doença. “Ao primeiro sinal da sífilis, é essencial que se procure uma unidade para fazer o teste. Tratada no início, a doença não deixa nenhuma sequela e a principal forma de evitá-la é usando o preservativo em todas as relações sexuais, mesmo sendo com um parceiro de muito tempo”, finalizou Melo.

 

Além da coleta e da execução do exame, há um processo de aconselhamento antes e depois do procedimento para facilitar a correta interpretação do resultado pelo paciente. Por ser uma Doença Sexualmente Transmissível, ela ataca, obviamente, as pessoas que têm uma vida sexual ativa. No entanto, a sífilis em gestantes também pode contaminar o bebê.

 

Jamile Moreira

Assessora de comunicação/Semsa

Contato: 99135-6508

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: