Como montar uma escola de idiomas

Educa

O ensino de idiomas é um tema que sempre está em evidência, entenda o que é preciso para abrir uma escola deste segmento.

Quanto mais o mundo e as tecnologias avançam, menor é a distância entre os continentes e países.

Hoje, a internet possibilita uma troca de informações, que antes não era possível sem os jornais impressos, o rádio e a TV.

A cada dia as pessoas se tornam mais atuantes em meio aos processos da globalização. E por isso, o interesse em aprender outros idiomas só tem crescido entre a população.

Investir neste ramo pode ser uma ótima ideia, principalmente se houver afinidade.

Veja aqui o que é necessário para abrir uma escola de idiomas:

Planejamento

Para começar é importante fazer um levantamento do total a ser investido no negócio. Para isso, é necessário incluir:

Ponto comercial (pode ser próprio ou alugado);

  • Material;
  • Equipamentos;
  • Custos fixos ao mês;
  • Reformas (caso sejam indispensáveis);
  • Previsão de faturamento.

Mercado

Criar uma escola de idiomas pode ser um bom negócio, mas é preciso estudar o mercado em sua região.

Saber quais escolas de idiomas existem na cidade e qual o diferencial que elas trazem, além de entender quais as necessidades dos alunos, são pontos que ajudam na hora de montar o projeto, bem como da didática que será utilizada.

No geral, o que mais chama atenção dos alunos é justamente o método utilizado para ensinar, uma vez que aprender outro idioma já é considerado um um exercício difícil, então os alunos precisam de um atrativo para se interessar.

A partir desta pesquisa, você já pode montar seu plano de negócios.

O plano de negócio é um guia que ajuda o empreendedor a saber e entender cada fase para criar um negócio, sem correr riscos financeiros.

Para saber mais acesse Como elaborar um plano de negócio.

Público alvo

Existem dois tipos de público para este negócio, que são:

  • Pessoas com nível médio, de todas as idades;
  • Adultos que desejam fazer um curso, com foco profissional;

No segundo caso, é bom desenvolver aulas que sejam mais rápidas e dinâmicas, devido a falta de tempo que estes profissionais têm.

 

Veja a íntegra deste artigo no Portal Sebrae no Amapá

Aprecie a boa música da Amazônia

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.