Coral do Tribunal de Justiça do Amapá se prepara para a 19ª Cantata Natalina

“Quando o Natal chegar e bater na porta, convide para entrar”, a canção representa um pouco do clima que o Coral do Tribunal de Justiça vive com a aproximação da 19ª Cantata Natalina. Como na letra da canção, os coralistas já abriram a porta para o sentimento natalino e estão cada vez mais dedicados e unidos para fazer mais uma bela apresentação. No canto coral a sincronia é de imensurável importância e as vozes já se ajustam para no espetáculo ecoarem de forma uníssona.

O coral do Tribunal de Justiça vem ensaiando desde o mês de setembro. Segundo a Maestrina Leandra Valério, as vozes já estão afinadas para o espetáculo que irá ser apresentado à sociedade amapaense. A maestrina ressalta que apesar de o ritmo intenso de ensaios provocar ansiedade, nervosismo e tensão, tem momentos em que os coralistas se descontraem.

“A chegada da Cantata faz com que sintamos nervosismo, ansiedade. Então, é necessário quebrar isso e fazer os coralistas relaxarem para que as coisas possam fluir de uma maneira mais tranqüila e espontânea” conclui a Maestrina.

Entre os coralistas o sentimento é de alegria. É possível ver nos rostos de todos os participantes sorrisos que transmitem a satisfação em fazerem parte de um número musical que há 22 anos está presente no calendário cultural do estado.

A servidora Socorro Marinho reitera a dedicação que cada coralista entrega ao grupo na expectativa de levar uma mensagem de paz, união e alegria aos que vierem assistir ao evento. “Nós estamos em um ritmo intenso, mas apesar da proximidade o clima está muito agradável, estamos nos divertindo, cantar nos faz bem e faz bem para quem escuta também”

O comerciante Francisco Lima participa do Coral do Tribunal de Justiça desde 2005. Ele conheceu o grupo após participar de um teste de vozes na Escola de Música Walquíria Lima, e teve a iniciativa de buscar os representantes do conjunto para se juntar aos coristas no naipe de tenores. “Eu sinto uma grande alegria de poder compor um grupo tão admirado pelas pessoas. Faço parte há 12 anos e é sempre um prazer poder contribuir com um evento tão lindo” diz o comerciante.

O técnico judiciário Manoel Vidal ressalta que a reta final de ensaios é carregada de emoções. “Mesmo participando há 22 anos é inevitável sentir o nervosismo. Sou professor e, até hoje, momentos antes de entrar em sala de aula, eu sinto um friozinho na barriga. É natural, mas nós estamos muito felizes, todos estão contentes por fazer algo novo”, declarou. Entre as principais emoções vividas no Coral, o servidor destaca as apresentações em outros países como Argentina e Paraguai.

Manoel Vidal é um dos membros mais irreverentes do Coral. É sempre quem comanda os momentos de descontração do grupo. Alegre e brincalhão, o carismático cantor é um dos mais queridos pelo grupo de coralistas.

A 19ª Cantata Natalina do Tribunal de Justiça do Amapá será realizada no sábado, 02 de dezembro na escadaria da Praça da Bandeira e levará aos espectadores uma versão regionalizada do Natal, trazendo ritmos brasileiros como samba, forró, carimbó e o marabaixo, raiz cultural do povo Tucuju.

-Macapá, 29 de novembro de 2017-

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.